Tocantinópolis abre Calendário Esportivo 2020 com 3ª edição da Copa Indígena dos Povos Apinajé

Tocantinópolis abre Calendário Esportivo 2020 com 3ª edição da Copa Indígena dos Povos Apinajé

Nos últimos anos, Tocantinópolis vem sendo referência em gestão e uma das ações que marcam este status, é um calendário esportivo anual muito variado. E este ano não poderia ser diferente, a Copa Indígena dos Povos Apinajés, que está em sua terceira edição, marca o início das atividades esportivas de 2020. “Estamos levando e incentivando a prática esportiva em todos os locais da cidade”, prefeito Paulo Gomes.

Nos dias 22 e 23 de fevereiro do corrente ano, foi dado início ao calendário esportivo 2020 da nossa cidade. O evento que abriu o calendário esportivo é a Copa Indígena dos Povos Apinajés, que está em sua terceira edição. Este ano, o campeonato contará com 22 equipes, divididas em 2 regionais: a regional norte, sediada pela aldeia mãe São José; e a regional oeste sediada pela aldeia mãe Mariazinha.

A primeira edição da copa, foi realizada ainda no governo de Antenor Queiroz (que prestigiou a abertura na aldeia São José). A segunda edição foi realizada no ano passado, com a atual gestão. “A competição foi resgatada, com o objetivo principal de proporcionar um evento esportivo, voltado somente às comunidades indígenas da nossa cidade. E o futebol, foi escolhido por ser um esporte muito valorizado e praticado nas comunidades, tanto pelos homens quanto pelas mulheres. E por ser o esporte mais praticado em nosso país, nas comunidades indígenas da nossa cidade não poderia ser diferente, é muito gratificante vermos os indígenas tão envolvidos com algo assim”, afirma o secretário de esporte e juventude Edilson Vieira.

Aos que não jogam, cabe prestigiar o evento com muita expectativa, torcendo por seus times/aldeias, algo que foi facilmente percebido pela equipe organizadora e de arbitragem. As comunidades se reúnem à beira do campo, com homens, mulheres, crianças e idosos que com muita vibração fazem suas torcidas.

Por motivos de logística a competição teve que ser dividida em duas regionais, onde os dois melhores de cada se enfrentam na semifinal e final, que serão realizados no Estádio Lauro Assunção, de maneira que campeão e vice-campeão, se classificam para o Campeonato Rural 2020.

A primeira abertura foi realizada no sábado (dia 22/02/2020), na Aldeia São José, para as equipes da regional norte que conta com 15 times participantes, na ocasião estavam presentes, o secretário de esportes e juventude Edilson Vieira, juntamente com o prefeito Paulo Gomes, o ex-prefeito Antenor Queiroz, o vereador Davi e os caciques Edimilson (São José), Romário (Abacaxi) e Euclides (Mariazinha).

O ex-prefeito Antenor Queiroz, enfatizou a importância da cultura indígena tanto para o nosso município quanto para a nação, “é importante resgatarmos a cultura indígena local através de políticas públicas que os valorizem. A cultura indígena faz parte da nossa história, festividades como a festa do milho por exemplo, e eventos esportivos nas aldeias são muito importantes, para manter nossa identidade”.

Para o vereador Davi, “é importante o comprometimento de uma gestão com a comunidade indígena, para a melhoria da qualidade de vida da sua comunidade”, ressaltou ainda que além da copa indígena, outros serviços estão sendo realizados em prol da comunidade indígena, “é muito importante que reconheçamos a importância da representatividade indígena frente aos poderes públicos, para que possamos juntos, crescer como comunidade, e muito obrigado a todos que estão envolvidos com os projetos, principalmente com este evento, reunindo toda a comunidade indígena da nossa cidade”.

O prefeito Paulo Gomes, ressaltou a importância de ter em sua gestão a presença do primeiro vereador indígena na câmara municipal ao ressaltar que “hoje somos considerados a capital do esporte e da qualidade de vida devido aos investimentos que tem sido feito nesta área, estaremos investindo cada vez mais para que possamos manter a copa indígena e também realizar outro ventos como um campeonato de futsal na nova quadra, junto a isto tomaremos outras medidas para que possamos trazer mais benefícios a população indígena”.

Ao final da cerimônia de abertura, o prefeito Paulo Gomes anunciou a construção da primeira quadra poliesportiva das comunidades indígenas que será construída na Aldeia São José, com início previsto para este mês.

Logo após a solenidade de abertura foram realizados os dois primeiros jogos, no campo da Aldeia São José (Jovens Guerreiros x Gôgrirê) e na Aldeia Abacaxi (Abacaxi x Aldeinha).

A segunda abertura foi realizada no domingo (dia 23/02/2020) na Aldeia Mariazinha, novamente foi reiterada pela equipe organizadora do evento o compromisso em buscar constantemente a implementação de políticas públicas voltadas às comunidades indígenas, dentre elas a valorização do esporte praticado dentro das aldeias.

 


Imprimir   Email