Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Junina Arrasta Pé, de Imperatriz, é campeã do 30º do Festival Arraiá da Alegria de Tocantinópolis
Início do conteúdo da página

Junina Arrasta Pé, de Imperatriz, é campeã do 30º do Festival Arraiá da Alegria de Tocantinópolis

Criado: Segunda, 02 de Julho de 2018, 20h04 | Publicado: Segunda, 02 de Julho de 2018, 20h04 | Última atualização em Quarta, 11 de Julho de 2018, 20h40 | Acessos: 186
imagem sem descrição.

Na arena, muita emoção, alegria, criatividade, otimismo e brilho nos olhos. Em jogo, muito mais que isso. São sonhos, expectativas e muitos meses de ensaios e trabalho. Assim foi durante a realização do 30º Festival de Quadrilhas Juninas Arraiá da Alegria, evento cultural realizado de 28 a 30 de junho e 1º julho, pela Prefeitura de Tocantinópolis, através da Secretaria Municipal de Educação e Diretoria Municipal de Cultura e Turismo.

Além de campeã, a Junina Arrasta Pé ficou com o título de melhor casal de noivos. Explode Coração, da cidade de Marabá/PA, conquistou o prêmio de casal de reis. Tanto os noivos como os reis, receberam R$ 200 como premiação.

Grupo A

Já era início da madrugada de segunda-feira (2) quando foi divulgado o resultado. Com o tema “Forró: Com você meu bem, no xenhenhém”, Arrasta Pé, da cidade de Imperatriz/MA, alcançou nota máxima de 60 pontos, ao fazer uma bela apresentação sobre o forró, onde retratou a história de um sanfoneiro que sonhava levar o estilo musical para o todo o Brasil, junto com uma quadrilha junina, mas, infelizmente teve seu sonho abortado, devido falecer pouco antes do início das festas juninas.

O grupo também apresentou para o público, várias músicas que marcaram o forró pelo mundo afora. Além de troféu, o presidente da junina, recebeu premiação de R$ 7 mil reais. “Estamos muito felizes em receber a pontuação máxima, além de sermos a primeira junina do Maranhão a conquistar o prêmio no melhor festival de quadrilhas da região, que é o Arraiá da Alegria de Tocantinópolis”, disse Alisson Silva Rodrigues.

A segunda colocação com 59,8 pontos e o prêmio de R$ 5 mil ficaram com a Encanto do Luar, junina da cidade de Araguaína/TO, que fez um espetáculo ao falar de amor e valorização da vida. O tema “Aos vivos, às flores”, destacou perfeitamente a história de duas pessoas: um entregador de flores, que tem como meta diária levar um pouco do sentimento de alegria distribuindo suas flores a desconhecidos, e uma mulher a qual recebe as flores.  Ela apaixonada por festa junina, acaba descobrindo que os dois tem mais em comum do que pensam, o que acaba os aproximando mais ainda.

Participante do evento pela sétima vez, Cafundó do Brejo, da cidade de Palmas/TO, ficou com a terceira colocação ao pontuar 59,7 pelo Grupo A, e recebeu premiação de R$ 3 mil reais. A junina trouxe como tema “Enquanto a Cidade Dorme”, que faz parte da terceira e última parte da trilogia brasileira entre cangaceiros e volantes da cidade de Poço Redondo, no interior de Sergipe, e como cenário, levou um cemitério para a apresentação.

Grupo B

Concorrendo pelo Grupo B, a junina Sorriso do Sertão, da cidade de Marabá/PA, apresentou o tema “Falando de amor”. A participante ficou em primeiro lugar do grupo e recebeu pontuação de 59,4. Além do troféu, a quadrilha recebeu premiação de R$ 4,5 mil. Com apenas um décimo a menos da primeira colocada, a junina Filhos da Boa Vista, de Tocantinópolis/TO, ficou em segundo lugar do grupo e comemorou a premiação de R$ 3 mil reis.

Em seu primeiro ano, a junina Filhos da Boa Vista abordou o tema “Ainda que se passe a infância preserve sua alma de criança”. O espetáculo retratou a história de Antônio, um homem cheio de vida, alegre e brincalhão que apesar da idade carregava consigo uma alma de criança. A junina também contou a narrativa do pequeno Pedrinho, garoto que cresceu sem pai, e que nunca conheceu o verdadeiro significado da palavra infância, pois, infelizmente precisou trocar as brincadeiras para ajudar sua mãe no sustento da casa.

Estrela do Sertão, da cidade de Palmas/TO alcançou a terceira colocação do Grupo B. A quadrilha junina teve como enredo a vida dos noivos Jesuíno Estrela e Amelinha Cornélio, sendo que o noivo utiliza o conselho do pai, o qual usou uma sanfona para encontrar o amor da sua vida. O grupo conseguiu pontuar 58,9, e embolsou premiação de R$ 2 mil.

Grupo Especial

Concorrendo também pelo Grupo Especial e aplaudida de pé pelo público, o resultado não poderia ser diferente, a junina Filhos da Boa Vista garantiu o título de campeã do município e teve premiação de R$ 5 mil reais. A junina da Melhor Idade, que historicizou os trinta anos do Arraiá da Alegria, ficou na segunda colocação ao pontuar 55,4. Os idosos que como sempre fazem um belíssimo espetáculo, receberam premiação de R$ 3 mil. Os Ferros, pontuaram 44,5 ao fazer a tradicional apresentação envolvendo comedia, sátira e ritmos musicais em alusão ao mundo LGBT. A junina levou como premiação a quantia de R$ 2 mil reais.

Fonte/Foto: Dirceu Leno / Ascom Prefeitura 

registrado em:
Fim do conteúdo da página