Você está aqui: Página Inicial > Notícias > DPE promove oficina de “Proteção à Criança e ao Adolescente” aos ACS

Notícias

DPE promove oficina de “Proteção à Criança e ao Adolescente” aos ACS

DIREITOS HUMANOS

publicado: 08/08/2017 17h50 última modificação: 08/08/2017 17h50

A equipe multidisciplinar da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE/TO), em parceria com a Prefeitura de Tocantinópolis promoveu na manhã desta terça-feira (8), no auditório da Secretaria Municipal de Saúde, oficina de diálogo aos Agentes Comunitários de Saúde do município, com o tema: “Rede Proteção à Criança e Adolescente – parceria que fortalece”.

Na oportunidade, representantes das Secretarias Municipais de Educação, de Saúde, e de Assistência Social, do Conselho Tutelar, do Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) e Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS), também participaram do evento.

Na oficina foram trabalhadas temáticas como o cenário atual de violência contra a criança e adolescente, os tipos de maus tratos e violências (abandono, negligência, violência física, violência sexual, bullying, exploração sexual e violência psicológica), o ciclo de violência contra a criança e adolescente e como identificar sinais destas violências e maus tratos.

Os objetivos propostos são: discutir temas importantes com profissionais que trabalham com crianças, adolescentes e familiares; levar informações que facilitem a discussão sobre os principais sinais de violação de direitos; fornecer subsídios que facilitem a identificar sinais de negligência, violência, abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes; levantar dados que auxiliem a tomada de decisões e as medidas cabíveis e necessárias para a proteção das crianças e adolescentes; favorecer a troca de experiência e aprendizado a fim de buscar coibir os abusos, enfrentar as ameaças, proteger os vulneráveis, as testemunhas e, finalmente, responsabilizar, oferecendo serviços psicossociais a autores de violências.

O secretário municipal de Saúde, Jair Aguiar destaca que a parceria entre a DEP/TO e a Prefeitura visa levar maior informação acerca da temática aos profissionais da saúde e aos outros setores da municipalidade. “Os ACS são extremamente importantes e relevantes nessa rede de proteção às nossas crianças e adolescentes, pois eles visitam diariamente as famílias, e com isso acabam tendo um olhar atento e consequentemente contribuem na proteção e no cuidado evitando um problema maior às crianças e adolescentes numa eventual situação de abuso, maus tratos ou mesmo de abandono”, enfatizou.

Mediaram as discussões sobre a temática a assistente social, Izabel Saboya, o pedagogo do Núcleo Regional, Valdoci Feitosa de Sousa, e a psicóloga do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Karla Lúcia Ferré Lagares.

Fonte/Fotos: Dirceu Leno / Ascom Prefeitura