Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Creas está com inscrições abertas para cadastramento no Programa Família Acolhedora
Início do conteúdo da página

Creas está com inscrições abertas para cadastramento no Programa Família Acolhedora

Criado: Terça, 27 de Novembro de 2018, 16h16 | Publicado: Terça, 27 de Novembro de 2018, 16h16 | Última atualização em Sábado, 01 de Dezembro de 2018, 22h21 | Acessos: 75

A Prefeitura de Tocantinópolis, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, informa que o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) de Tocantinópolis, está com inscrições abertas para cadastramento no Programa Família Acolhedora. Criado pelo Executivo Municipal, o programa tem o objetivo de proteger crianças e adolescentes em situações de vulnerabilidade e risco social.

As famílias que aderirem ao programa, receberão uma ajuda financeira equivalente a um salário mínimo mensal e atuarão como parceiras na preparação das crianças ou adolescentes para sua volta à família biológica ou adoção.

O serviço de acolhimento é prestado por famílias que acolhem em suas residências crianças e adolescentes entre zero e 18 anos, por tempo determinado de seis meses ou mais, que foram afastados provisoriamente do convívio familiar por motivos de violência, negligência ou abandono.

Inscrições

O cadastro das famílias será realizado no Centro de Referência Especializado de Assistência Social, na Rua Floriano Santos nº 556, Centro (em frente ao Ginásio Municipal de Esportes, em Tocantinópolis).

Para se inscrever, a pessoa deve ter idade entre 21 a 65 anos, sem restrição quanto ao sexo e estado civil; não estar inscrito no cadastro de adoção. Além disso, é necessária a apresentação dos seguintes documentos originais e cópias autenticadas do: RG; CPF; certidão de nascimento ou casamento (de todos os membros do grupo familiar). Comprovante e residência; certidão negativa de antecedentes criminais (emitida pela Vara Criminal da Comarca de Tocantinópolis, Juizado Especial Criminal e da Polícia Civil); comprovante de renda e atestado de saúde física e mental dos responsáveis.

Para maiores informações os interessados podem também manter contato através dos telefones (63) 3471-1982 (Creas) ou 3471-7111 (Assistência Social).

O programa

O atendimento prevê acolhimento provisório e excepcional para crianças (0 a 12 anos), adolescentes (de 12 a 18 anos), de ambos os sexos. Que tiveram seus direitos ameaçados ou violados (vítimas de violência sexual, física, psicológica, negligência, e em situação de abandono.

Segundo a regulamentação, no programa, a criança ou adolescente receberá atendimento em ambiente familiar, onde terá atenção individualizada e convívio comunitário e familiar para solicitação.

As famílias selecionadas passarão por triagem e capacitação para o atendimento e contarão com acompanhamento multiprofissional (psicólogos, assistente social, pedagogo, agente social, dentre outros).

De acordo com a secretária municipal de Assistência Social, o Programa Família Acolhedora não é uma adoção ou guarda, mas sim uma acolhida provisória. “Qualquer família, dentro dos critérios estabelecidos, pode se cadastrar para participar do programa, sendo que além do acompanhamento e apoio recebido pela equipe, a família também recebe um subsídio para o desempenho de sua função, no entanto o fundamental é ter disposição afetiva e emocional para participar de um serviço que pode mudar a vida de uma criança”, ressaltou Eleny Araújo.

Fonte: Dirceu Leno / Ascom PMT

registrado em:
Fim do conteúdo da página