Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Centro de Referência de Assistencial Social realiza 1º Festival de Talentos

Notícias

Centro de Referência de Assistencial Social realiza 1º Festival de Talentos

CULTURA

publicado: 17/12/2017 17h36 última modificação: 19/12/2017 16h23

Na noite da última quinta-feira (14), o Centro de Referência de Assistência Social (Cras), com apoio da Prefeitura de Tocantinópolis e da Secretaria Municipal de Assistência Social, promoveu o “I Festival de Canto e Dança Gospel”, do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV). O evento marcou o encerramento das atividades desenvolvidas pelo referido serviço, no âmbito do ano de 2017.

O festival teve o propósito de estimular a convivência comunitária, valorização da cultura local, promoção de habilidades individuais e possibilitar maior participação das famílias usuárias dos serviços do Cras, por meio de apresentações artísticas, socializando as potencialidades coletivas existentes no município. Como incentivo aos os candidatos finalistas, foram entregues premiações.

De acordo com assistente social do Cras, Patrícia Amanda, o evento além de incentivar a participação dos usuários, propõe o envolvimento das famílias e da própria comunidade. “Participando dos serviços de convivência, eles têm a oportunidade de terem acesso às aulas de violão, música, teclado, dentre outras. E ao mesmo tempo que eles participam do serviço de convivência, o Cras condiciona oportunidades para eles socializarem o que aprenderam durante as atividades desenvolvidas para a comunidade”, informou.

Além de divulgar as ações desenvolvidas pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, o I Festival de Canto e Dança Gospel do Cras se configura como um momento de encontro entre os participantes do SCFV, a fim de promover a troca de reflexões e experiências, através de atividades artísticas e culturais e de diferentes formas de expressão, sobre temas que fazem parte do dia a dia dos grupos. Busca ainda valorizar os talentos das crianças, adolescentes e adultos, estimulando-os ao desenvolvimento de suas aptidões artísticas; despertar a atenção das famílias e do público em geral para a importância de valorizar os talentos apresentados, como forma de incentivá-los no desenvolvimento artístico-cultural.

Conforme a coordenadora do Cras, Adriana Pereira, o festival além de ter superado as expectativas, foi um momento de compartilhar habilidades. “A proposta é fazer com que os usuários mostrem as potencialidades adquiridas e trabalhadas no decorrer do ano de 2017. Além disso, a expectativa é de contribuir para o fortalecimento dos vínculos, o que tem sido feito com o desenvolvimento de ações coletivas e comunitárias, aumentando a convivência, estreitando os laços familiares não apenas com os usuários e seus familiares, mas principalmente com a própria população, e isso acaba como sendo uma socialização que contempla todos”, comenta.

Fonte: Dirceu Leno / Fotos: Jocelino Nunes