Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Assistência Social mobiliza beneficiários do Bolsa Família para atualização do CadÚnico

Notícias

Assistência Social mobiliza beneficiários do Bolsa Família para atualização do CadÚnico

SOCIAL

publicado: 14/11/2017 14h18 última modificação: 14/11/2017 14h20

A Secretaria Municipal de Assistência Social de Tocantinópolis (Semas), juntamente com a Secretaria de Estado do Trabalho e Assistência Social (Setas) promoveu na última quarta-feira (8), na Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer, uma reunião com as famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família do município.

As famílias atendidas pelo programa foram informadas sobre a importância da atualização dos dados do Cadastro Único, bem como a relevância de manter a caderneta de vacinação em dia, frequência escolar assídua e outros cadastros atualizados junto as equipes da Semas, Secretaria de Educação e Cultura (Semec), e Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

De acordo com a Setas, o Cadastro Único tem o objetivo de identificar as necessidades das famílias. Através dele, o Estado do Tocantins obtém as informações necessárias para atender a situação social e econômica dos cidadãos, como as características do domicílio e a realidade de cada pessoa do núcleo familiar. Além disso, o cadastro serve como porta de entrada para diversos programas sociais como o Programa Bolsa Família (PBF).

Um dos lembretes elencados durante a reunião foi sobre o PBF, o qual é um programa que transfere renda para as famílias vulneráveis com o objetivo de garantir o acesso à alimentação adequada, educação e saúde. A quantia atende em parte as despesas de subsistência importante para o desenvolvimento desses cidadãos. Dessa forma, o programa incentiva a saúde, a educação, o combate à pobreza e estimula a qualidade de vida.

A secretária municipal de Assistência Social de Tocantinópolis reforçou sobre a importância de se manter o cadastro em dia para a continuação do recebimento do benefício. “As famílias cadastradas devem atualizar as informações no máximo a cada dois anos ou sempre que houver alguma modificação, por exemplo: quando nasce alguma criança, algum membro deixa de morar com a família ou falece, algum filho muda de escola, quando houver mudança de endereço ou a renda da família tiver alteração”, explicou Eleny Araújo.

Ainda de acordo com Eleny, um dos principais objetivos da mobilização enquanto aos informes aos beneficiários, é orientar as famílias a manterem sempre em dia os compromissos assumidos e exigidos pelo Programa Bolsa Família, quanto ao cumprimento das condicionalidades nas áreas da Saúde e da Educação dos filhos.